Brasil é o país que mais faz Spam. Superamos China e EUA.

Do início de 2009, até agora, quase 8 trilhões de mensagens não solicitadas (spam) foram enviadas por nossos servidores. Realmente um volume impressionante! Um estudo feito pela Cisco aponta que superamos a China e os EUA, detentores do pódio de maior diseminador de spam no último ano.


O volume de spam gerado pelo Brasil este ano, é três vezes maior do que o volume gerado em 2008, durante o mesmo período. A Cisco e a Forbes atribuem este aumento ao rápido crescimento do país na internet e adoção acelerada de conexões banda larga, mas sem medidas apropriadas como educação dos usuários e ferramentas como antivírus e firewalls apropriadas.

Os Estados Unidos caíram de 8,3 trilhões de spams em 2008 para apenas 6,6 trilhões este ano, ficando bem atrás de nós na pesquisa. A Índia, país emergente como nós, dobrou seu volume de spam em um ano, mas mesmo assim ficaram atrás de nós na pesquisa, foram 3,6 trilhões de mensagens não autorizadas.

Além da quantidade de mensagens não autorizadas (spam), o relatório da Cisco aponta também a ascensão de pragas que se espalham através de redes sociais como Facebook e Twitter, bem como cavalos de tróia para roubos de informações bancárias.

No Brasil existe um órgão responsável por combater spams, trata-se do Cert.br, que além de outras funções, instrui o usuário de internet a delatar mensagens recebidas sem autorização.

O Cert.br recomenda que sempre que você receber um spam, retorne um email ao remetente, solicitando a retirada de seu endereço de email da lista de envio deles. É importante incluir o endereço <mail-abuse@cert.br> no campo "Cc" da mensagem, desta forma o Cert.br consegue identificar mais facilmente a fonte dos spams.

Para mais infomações de como combater spams, clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário